FLA X FLU – JOGOS ETERNOS – CLÁSSICO DAS MULTIDÕES

1 comment

Posted on 13th março 2011 by Profº Izaias in Flamengo Memoria |Fluminense Memória

,

Por Izaias Nascimento

FLA X FLU – CLÁSSICO DAS MULTIDÕES

O INSTITUTO MAIS MEMÓRIA no dia da realização de mais um Fla x Flu, valendo pelo returno do Campeonato Carioca de 2011 – Taça Rio,  relembra a história do clássico mais contagiante do futebol carioca. 

O  primeiro Fla x Flu, foi disputado  em 7 de julho de 1912, com vitória do Fluminense. O fato é   que  o clube das Laranjeiras perdera nove titulares, que foram abrir o departamento de futebol do Flamengo, que antes era um clube de Regatas. O jogo foi  3 a 2 estabelecendo a rivalidade histórica que segue nesses 99 anos de clássicos. Portanto o futebol do Flamengo nasceu do Fluminense.

O clássico carregou extraordinária força em função também dos notórios jornalistas e radialistas, que torcedores dos clubes, influenciaram gerações com suas crônicas, narrações e comentários.  Destaque para Ari Barroso e Nélson Rodrigues dois notórios torcedores, vibrantes, parciais e de uma capacidade de transformar o jogo, num épico do esporte. O nome próprio deste clássico, Fla-Flu, foi dado pelo jornalista Mário Filho em 1933, quando procurava recursos para motivar o comparecimento das torcidas ao campeonato da recém criada Liga de Futebol.

Alguns jogadores que viveram tais emoções falaram ao Projeto Mais Memória:

PINHEIRO – zagueiro do Fluminense de 1948 a 1962 – “Joguei muitos jogos entre Flamengo e Fluminense. Sempre lembramos de jogos marcantes. Por exemplo o primeiro que joguei da era Maracanã, ganhamos de 1-0 e foi o ano do meu primeiro título no Fluminense. Jogava com Castilho e Píndaro. Não era moleza.  Marcar Dida, Joel, Evaristo, Índio era uma pedreira.  Foi sempre um jogo muito bonito, com arquibancada cheia. Só posso dizer que dá saudade”.

SILVA BATUTA – Jogou no Flamengo entre 1965 a 1968.  “Nossos jogos eram sempre muito disputados.  Fizemos grandes jogos com grandes disputas.  Sempre dava uma energia maior, pois o “Maraca” normalmente estava cheio e aquilo influencia o jogador a ter uma concentração maior na partida.  Fizemos jogos sensacionais e fiz belos gols contra o time das Laranjeiras”.

Pinheiro e Silva Batuta dois protagonistas do clássico.

O recorde de público de partidas entre clubes, é o classico de  15 de dezembro de 1963, na decisão do campeonato carioca daquele ano. Empate em 0 – 0 que deu o título ao clube da Gávea, com recorde absoluto de público acima de 177 mil pagantes, não computados os ingressos gratuitos.

Súmula:  Flamengo 0 x 0 Fluminense Campeonato Carioca –  15.12.1963 -Estádio: Maracanã.

Flamengo: Marcial, Murilo, Luís Carlos, Ananias, Paulo Henrique, Carlinhos, Nelsinho, Espanhol, Airton, Geraldo e Oswaldo II. Técnico: Flávio Costa.

Fluminense: Castilho; Carlos Alberto Torres, Procópio, Dari e Altair; Oldair e Joaquinzinho; Edinho, Manoel, Evaldo e Escurinho. Técnico: Fleitas Solich.

CONFIRA O FLA-FLU DE 1963 - http://www.youtube.com/flaxflu-63

 

goleiro_flu

Castilho, protagonista de grandes jogos.

MARCO ANTÕNIO – Outro protagonista de Fla-Flu, jogou pelo Fluminense de 1968 a 1975 – “Disputei grandes jogos. Finais, ganhei em 1969 e 1973 e perdi em 1972. O mais emocionante foi o de 1969, pois foi um jogo definido no final com o gol de Flávio.  O de 1973 dei o passe para o Dionízio (ex rubronegro) fazer o gol da vitória. Em 1974, nosso centro-avante Mazinho não fazia gol, estava zerado.  No vestiário, antes do Fla-Flu,  trocamos de camisa. Fui jogar com a 9 e ele com a 6.  No jogo aconteceu uma falta na intermediária, o Renato goleiro do Flamengo fez a barreira e dei um tiraço. Saco, e saí vibrando falando com o Mazinho: - o problema é você e não a camisa. (risos)”.  

CONFIRA O FLA-FLU DE 1973 - http://www.youtube.com/FlaxFlu-73

ZICO: eterno ídolo da Gávea – “Lembro de um Fla-Flu em 1986, quando estava voltando de uma contusão (cirurgia). A torcida do Fluminense gritava bichado. Aquilo acaba alterando um pouco sua concentração. Marquei 3 e o Bebeto 1,  resultado 4 – 1  para o Flamengo”.

 

Zico foi muito feliz em sua carreira ao enfrentar o Fluminense.

O Fla-Flu mais recente que gerou a manutenção e crescimento da mística foi sem sombra de dúvidas, a decisão do Campeonato Carioca de 1995. O Flamengo jogava pelo empate, sob o comando do técnico Wanderley Luxemburgo, repleto de craques como Valber, Romário e Sávio.  O Fluminense comandado por Joel Santana, tinha no brilho de Renato Gaúcho seu potencial maior para conquistar o título. Empate de 2-2 até os 42′ minutos da etapa final, quando Ailton, dribla seguidamente Charles Guerreiro e chuta para o gol. Renato Gaúcho entra no lance e de barriga, assinala o terceiro gol, definindo o marcador. O gol de barriga é antológico, pois manteve a mística do clássico.

Data: 26 de Junho de 1995. Estádio Jornalista Mário Filho - Maracanã.Público: 109.204 (pagantes).FLUMINENSE:
Wellerson; Ronald, Lima, Sorlei e Lira; Márcio Costa, Aílton, Djair e Rogerinho (Ézio); Renato Gaúcho e Leonardo (Cadu). Técnico: Joel Santana.FLAMENGO:Roger; Marcos Adriano (Rodrigo), Gélson, Jorge Luís e Branco; Charles, Fabinho, Marquinhos e William (Mazinho); Sávio e Romário. Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

CONFIRA O FLA-FLU DE 1995 – http://www.youtube.com/FlaxFlu-95

 

O gol antológico de Renato Gaúcho.

Zico e Rivellino – Fla-Flu antológico na decada de 70.

FLA X FLU 1969

Fluminense campeão carioca de 1969 – no celébre Flu 3 x 2 Flamengo.

CONFIRA O FLA-FLU de 1969 – http://www.youtube.com/FlaxFlu-69

Flamengo Campeão Carioca de 1972. Na final 2 x 1 com gols de Caio e Doval.

CONFIRA O FLA-FLU DE 1972 – http://www.youtube.com/FlaxFlu-72

O argentino Doval deu alegria para as duas torcidas.

Gol de Assis entrou para a história do clássico.

Zico marcando gol de falta contra o Fluminense.

O histórico gol de Renato Gaúcho marcou o Fla-Flu de 1995.

OUTROS GRANDES PROTAGONISTAS:

Branco que jogou pelos dois cllubes, Assis e Washingon goleadores decisivos, Doval campeão pelos dois clubes e Adílio protagonista de muitos clássicos.

Edinho campeão pelos dois clubes, Renato goleiro, ídolo dos dois clubes, assim como Toninho Baiano. Waldo grande artilheiro dos clássicos.

 

Os protagonistas de hoje são Ronaldinho Gaúcho e Conca.  Dois magistrais jogadores que poderão escrever seus nomes na histórica do ” Clássico das Multidões”.

NOTA PÓS-JOGO: O Fla x Flu de 13 de março de 2011, ficará conhecido como o da demissão de Muricy Ramalho, técnico do Fluminense. O resultado de 0-0 sem qualquer brilho, coloca o Fla-Flu de hoje apenas na estatística.

INSTITUTO MAIS MEMÓRIA

RESPEITO À HISTÓRICA – RESPEITO AO BRASIL

 

 

1 Comments
  1. FÁBIO PACHECO DOS SANTOS says:

    NÃO TENHO MUITO A DIZER SOBRE ESSE CLÁSSICO, A NÃO SER DIZER QUE É O MAIOR DO PLANETA. QUEM PARTICIPA DESSE MITO SABE O QUE ESTOU DIZENDO.

    13th março 2011 at 0:13

Deixe um comentário